Newsfeed

Um inquérito Eurobarómetro revela que, ainda que mais de metade dos trabalhadores europeus considera altboas as condições de trabalho no seu país (53%), uma maioria (57%) acha que as mesmas se deterioram nos últimos cinco anos.
O inquérito realizado nos 28 Estados-Membros, revela que:
- mais de 80% dos inquiridos na Dinamarca, Luxemburgo, Finlândia e Países Baixos consideram serem boas as condições de trabalho no seu país. A nível dos trabalhadores individualmente, a Dinamarca ocupa também o primeiro lugar, com 94% dos trabalhadores a declararem-se satisfeitos com as suas condições de trabalho. A Áustria e a Bélgica vêm depois, com nove em dez trabalhadores satisfeitos, logo seguidas da Finlândia (89%), do Reino Unido e da Estónia (ambos com 88%);
- no lado oposto, a Grécia regista a taxa de satisfação mais baixa a nível dos países (16%) e é o único país onde menos de metade dos inquiridos que trabalham está satisfeita com as suas condições atuais (38%);
- em menor grau, os níveis de satisfação são inferiores na Croácia (18%), Espanha (20%), Itália (25%), Bulgária (31%), Eslovénia, Portugal e Roménia (32% cada), mas também na Eslováquia (36%) e na Polónia (38%).

Continuar...

 

bandeirasOs fundos Europeus têm sido muito importantes para Portugal.
A nova geração de fundos para 2014-2020 vai oferecer novas oportunidades ao país.


Saiba tudo em: 
http://ec.europa.eu/portugal/comissao/destaques/20140408_politica_de_coesao_pt.htm#industria

 

A Comissão Europeia lançou o Observatório do Mercado do Leite, com o objetivo de reforçar a monitorizaçãoleite
do mercado do leite e dos produtos lácteos, ajudando o setor a adaptar-se, após 30 anos de um regime de quotas.

Pretende-se aumentar a transparência e fornecer dados mais precisos do mercado, de modo a que os atores da cadeia produtiva do leite possam tomar decisões de negócios mais bem informadas e que a Comissão possa também tomar decisões políticas mais bem informadas.
O sítio Web do Observatório Europeu do Mercado de Leite fornece uma série de dados para as partes interessadas, para além de acompanhar e analisar as tendências passadas e presentes na UE e nos mercados mundiais, a produção de leite, o equilíbrio entre oferta e procura, custos de produção, perspetivas de mercado, entre muitas outras.

Continuar...